Manejo ou recuperação de ninhos

 

Esta atividade consiste em recuperar ninhos naturais ou artificiais que, pela ação do tempo ou das próprias araras azuis, estão danificados ou inviáveis para a ocupação.

Há vários modelos de manejo, desde a elevação da base do ninho muito profundo, o que pode dificultar ou impedir a saída do filhote na época de voar, até a diminuição da abertura da cavidade que evita a entrada de água da chuva, dificultar a visão de predadores ou impedir a queda de ovos e filhotes em bases pouco profundas. 

Esta atividade é realizada nos meses de abril, maio e junho, mas também pode ocorrer no período de reprodução, em casos de emergência, como quebra de galho, árvore ou outros.

O tempo necessário para realizar esta atividade varia bastante, podendo levar algumas horas ou até um dia inteiro.

Para se ter uma idéia, em 1996, 3 filhotes de arara-azul e 4 de arara-vermelha Ara chloroptera, voaram de ninhos restaurados com sucesso.

Com o manejo foi possível retirar um filhote de arara-azul que ficou preso, por mais de um ano, dentro do ninho que tinha 4 m de profundidade da abertura até a base.